Blog UOL Música

Categorias

Histórico

Pianista Fábio Caramuru dialoga com a natureza brasileira em álbum inédito

UOL Música

Fabio Caramuru

Pianista Fábio Caramuru prepara álbum “EcoMúsica: conversas de um piano com a fauna brasileira” (foto/Divulgação)

O pai de Fábio Caramuru foi o responsável por dar vida ao projeto “EcoMúsica: conversas de um piano com a fauna brasileira”, novo trabalho do pianista que deve chegar ao público no começo de novembro. “Eu perdi meu pai em junho, ele era um apaixonado pela natureza. E isso me impulsionou a fazer uma homenagem para ele, comecei a criar temas e trabalhei em cima ao longo de um mês”, conta Fábio para o UOL Música Deezer.

O projeto teve início em 2009, ao se hospedar em um hotel fazenda do interior de São Paulo. A ideia era produzir um filme, mostrando a diversidade do local, em que araras e outros pássaros sobrevoam a região. Entretanto, com problemas burocráticos, decidiu seguir para o caminho mais prático: fazer um álbum em que o piano dialogasse com a fauna brasileira.

Após diversas pesquisas, o músico chegou até a Fonoteca Neotropical Jacques Viellard (FNJV), da Unicamp, que conta com arquivos sonoros de diversos grupos de vertebrados e invertebrados. Com os áudios em casa e munido de um fone, Fábio trabalhou arduamente no projeto. “Eu utilizei diversos procedimentos, como imitação, contraste, criação de melodia para o canto… e isso não foi de caso pensado, foi uma coisa espontânea”.

A música “Uirapuru”, por exemplo, apresenta uma tensão natural das florestas brasileiras. O pianista imaginou o pequeno pássaro solitário da Floresta Amazônica. “É um canto irregular, agudo e atonal. Não consegue aplicar aquilo em uma tonalidade. Não me veio uma coisa alegre, veio isso de cara, essa coisa sinistra”, explica Fábio. Mesmo processo foi usado para as demais, que transitam entre a felicidade e a tensão, sendo quase possível pintar as músicas com o verde das matas brasileiras.

Ecomuisca

Criado no piano erudito, Fábio entra na discussão entre o clássico e o popular. “A música erudita é segura, tem que ficar dentro de um padrão e se não for realmente vivenciada em tempo real (apenas reproduzida) fica chata. Ela vai ser ouvida de uma forma previsível, e isso sempre passou a ser conflituoso para mim depois que eu segui para um lado mais livre, como Tom Jobim e a improvisação. Em ‘EcoMúsica’, se eu não interagir, o animal vira pano de fundo. Você cria o som a partir do que ouve do animal”.

Fábio quer valorizar mais a cultura brasileira. “É sem graça se dedicar tanto à música europeia e deixar de lado essa história e vivência que temos aqui”, comenta o pianista. Para ele, o público brasileiro está acostumado a valorizar mais as produções de fora do que as de dentro, e isso atinge vários gêneros musicais. “É uma coisa de tradição, colonialismo ainda. Os músicos europeus são mais valorizados que os daqui. Tanta gente boa que às vezes não é descoberta, não sai do lugar”.

O ex-aluno da lendária pianista Magda Tagliaferro decidiu partir para o lado mais popular há um tempo. O lançamento  do álbum “Piano – Tom Jobim”, em que faz releituras dos clássicos do maestro carioca, e o projeto “Brasil em Dois Pianos”, ao lado do músico Marco Bernardo, em que colocam arranjos inéditos em músicas de Gilberto Gil, Vinicius de Moraes, Egberto Gismonti entre outros, apresenta uma outra face do experiente músico.

O ineditismo na obra de Fábio é um dos passos para dar maior respeito à produção nacional. O músico prepara, a partir do dia 7 de novembro, diversos eventos entre concertos e noites de autógrafo para divulgar “EcoMúsica: conversas de um piano com a fauna brasileira”, que logo estará disponível no UOL Música Deezer.

Clique aqui para ouvir outros trabalhos de Fábio Caramuru

Rodolfo Vicentini
UOL Música Deezer

Sobre o Blog

Este é o blog oficial do UOL Música Deezer. Com ele, nós da equipe e nossos colaboradores podemos nos comunicar com os ouvintes, sugerindo, informando, divulgando e discutindo tudo que diz respeito ao universo musical. E é claro, ouvindo o que vocês têm a dizer. Ouça, leia e comente!

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Blog da Rádio UOL
Topo